Programa

O aluno de primeiro ano deverá assistir recém-nascidos na sala de parto, alojamento conjunto, cuidados intermediários e intensivos neonatais, além de acompanhar recém-nascidos a termo em nível ambulatorial.

No segundo ano, o aluno prestará assistência em sala de parto a recém-nascidos de risco, sob cuidados intensivos neonatais de maior complexidade, incluindo cardiopatias congênitas, pré/pós-operatórios e procedimentos diagnósticos por imagem, atividades de supervisão e transporte intra/extra-hospitalar, além do seguimento ambulatorial multidisciplinar de recém-nascidos de risco.

Ao término do programa o médico especialista deverá possuir as seguintes habilidades:

Área Cognitiva: Interpretar e discutir os dados de morbimortalidade perinatal; Diferenciar os recém-nascidos de alto e médio risco; Realizar monitorização dos sinais vitais; Conhecer a etiologia, fisiopatologia e o diagnóstico das doenças neonatais;  Interpretar exames subsidiários laboratoriais, gráficos e de imagem; Tratar e prevenir as doenças prevalentes no período neonatal; Prescrever nutrição enteral e parenteral;  Conhecer a morbidade associada ao transporte neonatal; Avaliar o risco pré-operatório e as complicações pós-operatórias; Formular o prognóstico neonatal e pós-neonatal; Acompanhar o desenvolvimento de neonatos de risco, incluindo os de muito baixo peso; Orientar os pais quanto aos cuidados com o recém-nascido; Avaliar e orientar a alta hospitalar do recém-nascido; Favorecer o vínculo mãe-filho e a humanização ao atendimento perinatal; Organizar a assistência perinatal

Área Afetiva:  Reconhecer a importância de assistir globalmente o recém-nascido e sua família; Sensibilizar a família da importância e manutenção do aleitamento materno; Sensibilizar-se ante a separação mãe-filho nas internações ;  Reconhecer os aspectos bioéticos que envolvem o paciente de extremo baixo peso, a presença de doença grave e/ou de anomalia congênita e a morte no período perinatal; Reconhecer a importância do trabalho em equipe e multiprofissional; Adquirir e/ou desenvolver o espírito científico e buscar atualização.

 Área Psicomotora:  Examinar o recém-nascido; Iniciar o atendimento imediato incluindo procedimentos de reanimação; Realizar monitorização da temperatura, cardiorrespiratória e hemodinâmica; Manusear incubadora, berço aquecido, monitor cardíaco e de pressão, oxímetro e capnógrafo, bombas de infusão, bilirrubinômetro, aparelhos de fototerapia e ventiladores; Realizar sondagem naso/orogástrica, intubação traqueal, ventilação manual e mecânica, cateterismo umbilical arterial e venoso, administração de surfactante, medida de pressão arterial invasiva e não invasiva; Realizar punção capilar, arterial, venosa, lombar, abdominal e vesical; Realizar acesso vascular central por punção percutânea, drenagem torácica e exsanguineotransfusão; Colher exames laboratoriais; Seguir técnicas para antissepsia pessoal, de equipamentos e ambiental; Transportar recém-nascidos criticamente doentes.

 A programação didática teórica enfatiza a atualização dos conhecimentos de acordo com as melhores evidências científicas e tem a função de desenvolver a capacidade crítica da leitura de textos e artigos científicos e aprofundar os meios para a contínua atualização médica. Contém conceitos elementares de epidemiologia e estatística aplicada à saúde; ética, bioética médica e ética em pesquisa; legislação sanitária

 

Sistema de Avaliação

O controle da frequência é realizado diariamente durante as atividades práticas e nas atividades teóricas

A cada 3 meses (4 vezes/ano), o desempenho do aluno será avaliado pelo responsável de cada setor, pelo preceptor ou docente por meio de escala de atitudes, que inclui assiduidade, pontualidade, responsabilidade, iniciativa, habilidades adquiridas, comportamento ético, relacionamento com a equipe de saúde e com a família, interesse e participação nas atividades teórico-práticas. Os critérios e os resultados de cada avaliação deverão ser de conhecimento do aluno.

A avaliação teórico-prática será realizada ainda através dos seguintes processos:

- Prova teórica com questões de múltipla escolha e discursivas sobre o conteúdo discutido – semestral  (total de 4 provas durante o curso);

- Avaliação do desempenho do aluno na condução dos casos à beira do leito - trimestral

- Avaliação do desempenho do aluno na preparação e apresentação de aulas expositivas sobre os temas selecionados - semestral

- Avaliação participação na discussão dos artigos e na elaboração  de protocolos de serviço - anual

- Mini-Cex - semestral

- Avaliação de desempenho em atividades em Laboratório de simulação - trimestral

- Avaliação da participação em atividades junto ao Núcleo de Segurança do Paciente e Comissão de Controle de Infecção Hospitalar - anual

- Avaliação 360? - anual

- Desempenho em reuniões da equipe multiprofissional com famílias - anual

- Portifólio - anual