Olivia Nogueira Hirsch

Doutora em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), onde realizou pesquisa sobre os significados atribuídos por mulheres de diferentes camadas sociais à experiência de parto humanizado. Concluiu em 2007 o mestrado em Ciências Sociais, com dissertação sobre o processo de (re)construção identitário vivenciado por jovens provenientes do arquipélago de Cabo Verde, localizado na costa da África, que vêm estudar em universidades brasileiras. É graduada em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela mesma universidade. É uma das coordenadoras do curso de especialização em História e Cultura Afrodescendente, oferecido no Pólo Avançado da PUC em Duque de Caxias, e pesquisadora associada do Núcleo Interdisciplinar de Reflexão e Memória Afrodescendente (Nirema). Coordena o módulo de Antropologia do Corpo, na especialização em Gênero, Sexualidade e Direitos Humanos (DIHS), oferecida pela Fiocruz. É professora do quadro complementar do Departamento de Ciências Sociais da PUC-Rio. Áreas de interesse: corpo, gênero, família, identidades, relações interétnicas e migrações.