Edgar Lyra

Edgar Lyra graduou-se em Engenharia Química pela UERJ (1981), obtendo mestrado (1999) e doutorado (2003) em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Fixou-se como professor do quadro principal do Departamento de Filosofia da PUC-Rio, onde respondeu, entre setembro de 2013 e março de 2020, pela coordenação do curso de graduação. Desde então ocupa a direção geral do departamento. Tem experiência na área de Filosofia Contemporânea, especialmente em problemas éticos, políticos e pedagógicos ligados à atual hegemonia tecnológica e seus efeitos ambientais. Exerceu entre 2014 e 2016 a coordenação do Grupo de Trabalho Heidegger, da ANPOF (Associação Nacional de Pós-graduação em Filosofia) onde permanece como integrante do núcleo de sustentação. Criou e lidera, desde 2016, o Grupo de Estudos e Pesquisas em Filosofia da Tecnologia, certificado pelo CNPq. Desde junho de 2019 participa do Conselho do Laboratório de Humanidades Digitais da PUC-Rio; em setembro do mesmo ano filiou-se ao grupo EMAPS (Ética e Mediação Algorítmica de Processos Sociais) e em agosto de 2020 ao SERG (The Semiotic Engineering Research Group). Fortemente convencido da necessidade de formação de professores de filosofia capazes de lidar com as demandas da era técnica, tem se dedicado ao estudo da retórica com intenções político-pedagógicas, partindo da Retórica de Aristóteles, em direção aos seus ecos contemporâneos. Atua desde 2014 como colaborador no Mestrado Profissionalizante em Ensino de Filosofia do CEFET-RJ e participa, desde 2018, do núcleo de apoio do GT Filosofar e Ensinar a Filosofar. Ainda no esforço de formação docente, coordenou entre agosto de 2012 e fevereiro de 2020 o PIBID/PUC-Rio de Filosofia. Assessorou entre junho de 2015 e junho de 2016 o MEC na elaboração das duas primeiras versões do documento de Ciências Humanas da Base Nacional Curricular Comum. Ainda na fronteira com a educação, constituiu e lidera, desde agosto de 2019, o Grupo de Pesquisa em Educação e Tecnologia, em pareceria com pesquisadoras do Departamento de Educação da PUC-Rio. Passou em meados de 2018 a atuar como parecerista ad hoc da CAPES.